Atacama – Termas de Puritama

A 35 quilômetros de San Pedro de Atacama e a 3.475 metros acima do nível do mar, inserido em um grande barranco de pedra, você encontrará as Termas de Puritama.
São 8 piscinas de água morna que têm uma temperatura entre 25ºC e 30ºC. Dizem que água possui propriedades medicinais e terapêuticas, pois é alimentada a partir dos minerais que o rio Puritama traz. Entre os seus componentes estão cloro, sulfatos, magnésio, sódio, lítio, potássio, cálcio e boro.
Nosso passeio começa com a Van da Araya Atacama nos buscando no hotel.
Antes de chegar as termas nós descemos da Van para fazer o Trekking de Guatín. Um trekking de aproximadamente 2 horas e muito bacana!  Nosso guia Gonçales foi sensacional e nem percebemos as 2 horas de caminhada sob o sol do deserto (mentira kkk) foi punk, mas foi compensador! A paisagem é linda, e aprendemos tanta coisa com nosso guia!
Um passeio imperdível se você vai para as Termas de Puritama. Você pode não faze-lo e ir direto para as Termas, mas acho que não vale a pena! Tem que fazer o trekking!
Depois do trekking chegamos às termas e pudemos relaxar nas piscinas de água quente. Mas estava um vento frio terrível, então nem mudamos de piscina, escolhemos uma só e lá ficamos até a hora do almoço kkk. Porque não dava pra ficar saindo e tomando aquele vento frio, era demais!
Desfrutamos do nosso almoço delicioso, conversamos, bebemos vinho e fomos embora com a alma lavada!
Para o trekking é importante ir de tênis confortável, você ja vai com sua mochila, ja que nela você deve levar protetor solar, boné ou chapéu, água e um agasalho, ok? O restante, se quiser, pode deixar na van.
A estrutura das termas é bem boa, tem banheiro e vestiário para se trocar. O vestiário é pequeno, então fica meio apertadinho, mas a gente só usa pra por a roupa de banho e depois se trocar pra ir embora!
No vídeo abaixo eu mostro um pouco deste passeio delicioso e inesquecível. Espero que gostem!

Deserto do Atacama – Vale de La Luna e Vale de La Muerte

Outro passeio incrível que fizemos no Atacama foi o do Vale de La Luna e o Vale de La Muerte! São várias paradas.

O Vale da Lua fica localizado no meio da Cordilheira de Sal e faz parte da Reserva Nacional de Los Flamencos, a uma altitude média de 2.250 metros.
Este santuário da natureza é formado por uma depressão de estranhas formações geológicas que são o resultado de dobras sucessivas da crosta terrestre, que adicionou à ação do vento, do sal e da falta de umidade cenários lindos de viver.

Chegamos até o Vale da Lua através de uma caverna de sal, e a escalamos até o topo da cordilheira! Foi muito legal, mas para quem tem claustrofobia é difícil! Teve gente que desistiu! A vista que nos aguardava era incrível!

Vimos a Pedra do Coyote, lembram do desenho do Papa Léguas? Então, esta padra parece a pedra que o Coyote usava para encurralar o Papa Léguas e sempre se dava mal! O vento estava muito forte, porque tinha acabado de chegar uma mini tempestade de vento. A vista é linda!

Vimos as esculturas de pedra Três Marias, que agora são 2 Marias e meia, porque um zézinho resolveu subir na escultura para tirar foto e quebrou uma delas! Tem também uma outra escultura que fica a gosto do freguês decidir com o que ela se parece!

Nosso passeio terminou no Vale de La Muerte ou Vale de Marte! Vimos o por do Sol com um coquetel delicioso e vinho! Foi muito lindo. E ainda tivemos a presença de um cachorro fofo que estava por lá!

Fizemos todos os passeios com a Araya Atacama e foi ótimo! Nossa guia, a Thalia, superou nossas expectativas! Ela passa tudo que sabe com o coração, coisa de quem faz o que ama, sabe?

Tentei fazer um vídeo, mostrando um pouco mais dessa beleza toda! Espero que gostem.

Bjos

Deserto do Atacama – Lagunas Escondidas

O Deserto do Atacama é o deserto mais árido do mundo! Mas tem uma beleza incrível! Tem paisagens magnificas para onde quer que você olhe!

Nosso primeiro passeio no Atacama foi para conhecer as Lagunas Escondidas. Todos os passeios foram feitos com a agencia Araya Atacama. 

Na verdade, são 7 pequenas lagoas com uma alta concentração de sal, então, a gente não afunda! Uma delas é apta para banho! Nosso guia e motorista foi o senhor Oscar, simpático, atencioso e nos deu uma aula sobre o Atacama, além de nos preparar um delicioso almoço!

Eu não quis nadar, estava um vento gelado e a água mais gelada ainda! Então ficamos passeando por lá, apreciando essas paisagens tão mágicas! Não tinha ninguém, só nós 4 (e o nosso guia) até quase o finzinho do passeio. Depois do passeio,  almoçamos por lá mesmo numa mesa super caprichada, com boa comida, bom vinho e muito bate papo sobre as belezas do Atacama a serem ainda exploradas!

Recomendo fortemente a agencia Araya Atacama. Não é a mais barata e nem a mais cara, mas ficamos felizes por te-la escolhido. Os passeios foram muito bem planejados de acordo com nosso cronograma por lá. Adoramos os guias, sempre muito cuidadosos e dedicados. Sentimos muita diferença nas informações passadas por eles, comparados com algumas agencias que eventualmente encontrávamos nos mesmos passeios. Eles realmente gostam do que fazem e o fazem muito bem. Sempre dispostos a nos mostrar os mínimos detalhes de cada lugar que visitamos e a nos passar o máximo de informação sobre a cultura local.

Fiz um vídeo para tentar mostrar melhor esse lugar incrível. Espero que gostem.

Bjos

 

San Pedro de Atacama

San Pedro de Atacama é o ponto central para conhecermos o deserto do Atacama! E é uma cidadezinha muito bem estruturada! É uma pequena aldeia a mais ou menos 2.200 metros de altitude e fica a 100 kilometros de Calama (cidade onde tem o Aeroporto Calama El Loa). Chegamos de avião até Calama e fomos de van até San Pedro. Assim que você chega no aeroporto de Calama tem varias agencias de trasportes para leva-lo até San Pedro. Nós já havíamos reservado uma delas através do nosso Hostel e pagamos diretamente para a agencia lá mesmo no aeroporto.

Tem diversos hoteis, hostels e agencias, muitas agencias. Então, se você chegar lá sem os passeios definidos, não se preocupe, você vai ter milhares de opções e com os preços mais variados. É só escolher uma que te agrade. Já ouvi falar que quando algumas agencias contratadas não fecham uma quantidade de passageiros elas acabam transferindo seu passeio para outra agencia! Mas eu escolhi minha agencia aqui do Brasil não tive esse tipo de problema e foi tudo ótimo! Usei a Araya Atacama e vou falar dela depois.

Bem, voltando a San Pedro de Atacama, a cidade tem toda a estrutura para acomodar os milhares de visitantes que chegam para conhecer o Deserto do Atacama. Tem restaurantes ótimos, lojas de conveniência, lojas de artesanato e roupas, posto de turismo, internet na praça principal e muito mais. O hospital mais próximo  fica a mais ou menos 100 km de distância, isso não é legal, mas tem posto de atendimento no centro! As pessoas são super educadas e dispostas a ajudar.

Tem também muitos cachorros. Alguns deles tem donos, outros ficam vagando por lá e são bem cuidados por todos! Eles esperam o pessoal sair dos restaurantes para pedir comida, kkk,  expertinhos! São tantos cachorros que agora eles chama a cidade de “San Perro do Atacama”, é mole?! E eles não tem pulga nem carrapato, viu! Por quê? Por quê? Porquê? Porque nada sobrevive às temperaturas do deserto, rsrsrs. 

Ah, e as casas/construções são bem baixinhas! Para preservar a arquitetura do deserto e também para manter os ambientes mais frescos.

E agora, para os baladeiros de plantão: é proibido realizar baladas no deserto! Não tem casas de shows e bares! Isso porque eles acreditam que o Atacama é um lugar de descanso, para relaxar. Se quiser uma balada, vá procurar em outro lugar, como em Santiago, por exemplo! Alguns lugares realizam umas raves clandestinas, mas eu nem quis saber, só quis relaxar e apreciar as lindezas deste lugar. Afinal, foi para isso que fui ao Deserto do Atacama, hehehe.

Eu mostro um pouquinho de San Pedro no vídeo abaixo. Espero que gostem.

Veja também o vídeo sobre onde se hospedar em San Pedro de Atacama e o que levar na mala de viagem!

Bjos

Deserto do Atacama – Onde ficar

Em nossa viagem para o Atacama nos hospedamos no Hostal Pueblo de Tierra. Uma graça, super bem recomendado no Booking.com. O hotel fica a 15 minutos de caminha do centro de San Pedro de Atacama, o que é ótimo, pois no centro tem muito barulho e poeira!

O caminho até o centro é um pouco escuro a noite mas super tranquilo! O hotel é muito limpo e organizado! O quarto tem um tamanho bom. E tem ar condicionado, aquecedor, ventilador e umidificador de ar, que faz toda a diferença no deserto! A cama é ótima, super confortável. Dormimos muito bem todos o dias! O chuveiro tem uma ducha forte e com água quente. A área de convivência tem piscina e sombra para relaxar.

O café da manhã é muito bom e eles abrem o restaurante as 4:00 da manhã para podermos tomar café antes dos passeios que acontecem de madrugada!

Por ser todo térreo, se os hóspedes fazem muito barulho ouvimos tudo. Mas nada que atrapalhe nossa hospedagem!

Não tem frigobar nos quartos, mas tem uma geladeira lá na área da piscina, que os hospedes podem usar para guardar suas compras. E também uma geladeira com água, que os hospedes podem comprar para levar para os passeios!

Não foi o mais barato que encontramos, tampouco o mais caro. Mas valeu cada centavo! E o atendimento foi excelente! Quando voltarmos ao Atacama, com certeza ficaremos lá novamente.

Fiz um vídeo para ilustrar melhor o Hostel! Espero que gostem!

Bjos

Mala de Viagem: O que Levar para o Deserto do Atacama!

Oi pessoas! Minha viagem para o Deserto do Atacama acabou e vou mostrar aqui um pouquinho da minha experiencia por lá. Já começo dizendo que foi o lugar mais incrível que visitei até agora! Lugar mágico, com uma energia e paz inexplicáveis! Voltarei com certeza para fazer os passeios que não tive tempo!

Agora, vamos ao que interessa: acho que a primeira coisa a se pensar quando decidimos visitar o Atacama é a mala! É muito chatinho preparar a mala para um lugar onde se passa muito frio e muito calor, kkk. Mas não fica tão difícil se você souber exatamente o que levar. Então vamos lá!

Os itens mais importantes na minha opinião (pra você não passar apuros) são:

Mochila você vai levá-la em todos os passeios.

Protetor Solar – leve para o corpo e rosto, pois o sol do Atacama é muito forte. Leve sempre na mochila.

Casaco Corta Vento essencial. Você vai leva-lo para todos os passeios, porque de manhã faz frio, depois esquenta e depois esfria de novo!

Agasalho quente para usar por baixo do corta vento. Você vai leva-lo para todos os passeios, porque de manhã faz frio, depois esquenta e depois esfria de novo!

Segunda pele pode ser aquelas bem quentinhas. Eu usei só 2 vezes, para os passeios mais frios, por baixo do corta vento e do agasalho mais quentinho.

Calça use calças mais grossas e confortáveis – jeans é ruim, limita os movimentos e não aquece.

Meias mais grossas e quentes e Calça segunda pele pra usar embaixo da calça nos passeios mais frios (meu marido não usou,  mas eu sim, nos passeios mais frios: Geisers e Lagunas Altiplânicas.

Boné ou Chapéu  se for levar chapéu, prefira os com amarras pra não voar com o vento.

Tênis ou bota confortáveis  e que não passe vento, para os passeios de alta altitude faz diferença, esqueci de usar a bota quentinha no passeio dos Geisers e passei frio nos pés, mesmo com 2 meias. Tive que pegar outra meia com marido, kkk.

Cachecol ou echarpe ou lenço para proteger o pescoço e rosto do vento – Venta muito e você vai comer areia!

Luvas grossas para frio extremo (se não tiver, da para comprar no centro de San Pedro. Mas tem que ser aquelas grossas, fininhas não adianta nada.

Gorro ou toca quentes (se não tiver, da pra comprar no centro de San Pedro do Atacama.

Óculos de sol – essencial.

Balm/Protetor Labial ou Vaselina (usei vaselina e foi ótimo) leve sempre nos passeios na sua mochila unto ocm o protetor solar e a água.

Hidratante para o corpo e rosto.

Água – essencial e você vai ter que levar para todos os passeios. Você pode comprar nos mercadinhos de San Pedro, que sai muito mais barato que comprar no hotel.

Soro fisiológico ou Sorini ou Rinosoro – para o nariz, porque resseca e sangra. Vai ser de grande ajuda.

Maiô ou biquíni e para os meninos sunga ou bermuda – para os passeios que você entra na água ou se tiver piscina no hotel.

Chinelo – para os passeios que pode entrar na água.

Camisetas, blusa sem manga por baixo de todo o agasalho – em algum momento você vai sentir calor e querer tirar tudo, mas use o protetor!

Bermuda – eu levei e não usei. O marido usou em um trekking!

E você vai repetir tudo, não precisa levar varias peças iguais, não! Para uma semana, 2 calças esta mais que bom! E uma legging ou calça segunda pele por baixo! Não da para levar roupas fashion, a não ser que você seja uma blogueira que vai desfilar por lá, rsrsrs.

Fiz um vídeo para ajudar a ilustrar melhor. Espero que gostem das dicas e aguardem mais posts sobre o Atacama!

Bjos e ótima viagem!

Feriado em Socorro com a Airbnb

IMG_1751

No feriado fui para Socorro, interior de São Paulo. Um lugar que há tempos queria conhecer. Uns amigos alugaram uma casa de campo através do Airbnb e nos despachamos pra lá! A casa é uma delícia, grande e com uma decoração muito fofa! Quase uma casa de bonecas! São 5 quartos, sendo 3 separados da casa principal. Tem churrasqueira, piscina, campo de futebol/vôlei, uma jump gigante, horta e o mais importante: o clima bucólico do campo!

 IMG_1730 IMG_1737 IMG_1738

A única coisa que me desagradou foi que na casa principal não tem forro no teto, então na hora de dormir qualquer barulhinho, mesmo de respiração é ouvida por todos na casa e isso pra mim é terrível, pois tenho o sono leve e gosto muito de dormir sob um silencio absoluto! Mas tirando isso, foi tudo muito gostoso!

IMG_1721 IMG_1722 IMG_1724 IMG_1750

IMG_1726 IMG_1732 IMG_1735 IMG_1740 IMG_1745 IMG_1749

IMG_1720 IMG_1725 IMG_1728 IMG_1748

Socorro tem uma infraestrutura muito boa para esportes radicais como rafting (era o nosso passeio mais esperado mas, infelizmente o nível da agua da represa estava muito baixo e não deu pra fazer), mas tem tirolesa, motoriking, e tem também um passeio à Gruta dos Anjos. Uma gruta pequenina mas muito charmosa!

 IMG_1711 IMG_1712 IMG_1715 IMG_1718 IMG_1727

socorro vivilandia

O link da casa que alugamos pelo airbnb é este aqui e o link para ver os passeios/esportes em socorro é este aqui.

Bjos

Dicas de Passeios em Buenos Aires

Hoje a dica do blog é de passeios em Buenos Aires, já dei algumas dicas gerais aqui e de restaurantes aqui. Agora vamos a alguns lugares bacanas pra conhecer por lá?!

Bosques de Palermo

Em Buenos Aires tem vários parques em uma área chamada Bosques de Palermo. É muita coisa pra ver e, como tinha pouco tempo, escolhi apenas um pra visitar. Mas tem zoológico, Rosedal (que no frio não é legal), Jardim Botânico e outros. Visitamos o Jardim Japonês, lugar lindo e super delicia pra passar uma tarde! A entrada é super barata, custou 32 pesos. O parque é muito bem cuidado e foi criado pela comunidade japonesa de Buenos Aires.

Jardin japonês1Jardim japonÊs 6jardin japonês3jardin japonês1jardin japonês2


Show de Tango

Como foi minha primeira vez em Buenos Aires, não podia deixar de ver um Show de Tango! Fomos ao Señor Tango, bem famoso, mas tem outros tantos bem bacanas também. O Show é um espetáculo a parte, de chorar de alegria! Dizem que o ideal é comprar o show sem o jantar, pois este não é lá grandes coisas, mas sinceramente, devíamos ter comprado com jantar, assim evitaríamos deixar de comer por falta de tempo e medo de perdermos o horário do show, além de ser mais prático (já tá lá, come e espera o show magnífico começar). Mas vai de cada um, néh?! Como não podia tirar fotos do espetáculo e nós respeitamos muito isso, segue fotos apenas do local e do término do Show, pra vocês terem um gostinho!

señor tango 9señor tango1señor tango2señor tango6

Museu do Barco 

Em Puerto Madero tem um Barco Museu que vale a pena conhecer quando estiverem por lá! O passeio é rápido e o ingresso muito barato, custou 2 pesos!

museu do barco 12

museu do barco 16 museu do barco 17 museu do barco museu do barco10

Delta del Tigre

O Tigre está localizado em uma parte do Delta do Rio Paraná, uma área de muitos rios, igarapés e ilhas. Da cidade de Tigre tem uma estação fluvial, onde poderá pegar um barco para uma viagem ao redor das ilhas. Cheguem cedo pois os passeios saem até meio dia, depois fica ruim achar ingressos. Para chegar até El Tigre pegamos o trem Retiro (linha Mitre TBA). plataformas de 1 ou 2 e levou 1 hora pra chegarmos até lá.

el tigre1El Tigre4El Tigre3El Tigre 2El Tigre11El Tigre 15 (2)el tigre 16

Espero que gostem das dicas!

Bjos

Dicas de Restaurantes em Buenos Aires

Depois das dicas gerais de Buenos Aires, de onde conseguir trocar o câmbio com segurança e outras cositas más, que postei aqui, agora vem a parte mais gostosa da viagem (depois das compras, claro kkk), que é comilança! Tem 3 restaurantes delicinhas que adorei conhecer e super indico, que são:

Ill Gato – super delicia, o que fui fica em Puerto Madero, atendimento excelente, comida mara e o precinho camarada! Foi indicação da minha amiga Ticy. São 5 endereços só em Buenos Aires. E mais 8 em Córdoba!

Il Gato4Il GatoIl Gato7Il Gato1Il Gato9Il Gato3

La Parolaccia – deu pra notar que AMO comida italiana, né? Tá no sangue, kkk. O restaurante é lindo, a comida divina, o atendimento ótimo e o precinho camarada também! Tudo de bom. Minha sobremesa não estava muito gostosa, veio com açúcar muito queimado e pedi pra trocar, o que foi feito prontamente e sem frescuras! Mais um ponto pra ele!

La Parolaccia1

La Parolaccia6La Parolaccia7

La Parolaccia4 La Parolaccia8

La Cabrera  – ganhador de vários prêmios (está entre os 50 melhores restaurantes da America Latina). Fica no bairro de Palermo. Sentamos em uma mesa na calçada, o restaurante é bem grande, mas vive lotado! A comida é ótima, atendimento idem e o valor xuxu beleza! Ah, e com o turiscard que comentei aqui, você tem desconto!

Lacabrera (2) Lacabrera6

Lacabrera Lacabrera5 Lacabrera7Lacabrera8Lacabrera4

Importante e necessário fazer reserva antes, para evitar ficar sem mesa, pois todos eles lotam! E, apesar da crise que se instalou na Argentina, anda é muito barato comer por lá, e comer muito bem! Tem muitos outros restaurantes maravilhosos por lá mas, como o tempo foi curto, só pude conhecer estes três, mas com certeza voltarei pra continuar a comilança! Espero que tenham gostado das dicas!

 

Bjos

Pra Conhecer: Buenos Aires – Dicas

No final de abril passamos 4 noites e 3 dias em Buenos Aires. Achei que foi pouco tempo, pois tem muita coisa pra se fazer por lá! Muita gente me disse que era tempo suficiente, mas sinceramente, não é não! Buenos Aires é linda e cheia de encantos! E por isso voltarei para fazer todos os outros programas que não consegui neste curto período. Neste post vou apenas dar algumas dicas que acho importantes para quem quer conhecer Buenos Aires de boa!

vivilandia

Troca de Moeda: A gente já está careca de saber que a Argentina passa por uma forte crise econômica nos últimos tempos. E alguns cuidados precisam ser tomados na hora de trocar moedas por lá! Vi muitas pessoas negociando com cambistas de rua. Na Calle Florida, a cada 5 passos tem um zézinho gritando “cambio, cambio”, mas aconselho a não trocar com eles. No número da Calle Florida nº142, tem uma casa de Cambio super de confiança, que fica aberta até as 19h00 e foi lá que trocamos nosso real por pesos (É uma galeria, assim que descer as escadinhas, vire a direta e bingo). Foi simples, rápido e seguro. O cambio foi de 4,2 pra 1.

casadecambio

Ônibus de Turismo: A primeira coisa que acho interessante de se fazer quando vou a um destino novo é pegar aqueles ônibus turísticos. Assim eu vejo todos os pontos turísticos mais badaladinhos que o lugar oferece e depois decido qual quero conhecer mais a fundo, além de servir também de condução, já que podemos descer no ponto que quisermos e depois voltar, kkk (super prático). Por isso compramos o ticket de 24 horas, neste endereço – Av. Roque Sáenz Peña 846 p9. Fica perto da Calle Florida. Aí você ganha (na verdade pagamos 50 pesos por ele) este cartão chamado t-CARD (tourist card) que te dá descontos em vários lugares, (bares, restaurantes, etc)!

vivilandiabuenosaires2

Mas uma dica importante: tentaram nos passar a perna duas vezes! Na hora da compra, há dois preços, um para quem é Argentino e outro para os estrangeiros. Compramos o bilhete para estrangeiros, obvio! Mas a senhora que nos atendeu marcou no bilhete o valor menor, como se fossemos Argentinos (até aí beleza) ela ia ficar com a diferença, safadinha! Mas isso só nos demos conta depois que saímos de lá para esperar o ônibus. Depois, ela tentou nos enganar nos dando o troco menor –  aí o maridão disse que estava errado e ela retrucou dizendo que não…e a briga começou! Ela disse que se quiséssemos poderíamos voltar as 17h, horário que a loja fecha, e que se houvesse dinheiro a mais no caixa, ela devolveria. E o marido disse que não, que levaríamos nosso troco correto e que se ela quisesse, nós voltaríamos à loja as 17h e se houvesse dinheiro faltando, nós devolveríamos. Batemos o pé e ela devolveu o nosso dinheiro, muito a contra gosto!

vivilandiabuenosaires1

Táxi: Não tivemos nenhum problema com taxistas por lá. Li bastante dicas em outros blogs sobre taxistas que te dão notas falsas e tal, mas não tivemos este tipo de problema e nem de cobrança indevida, já que a tabela de valores ficam sempre a mostra mas, claro que é sempre bom ficar experto com o troco. Na realidade, eles ficam bem apreensivos quando vamos pagar em dólar ou real, pois assim como nós, não sabem se a nota é falsa ou não…no caso de moeda estrangeira. Mas foi tudo muito tranquilo nesta parte. E pegamos taxistas muito amáveis e que nos deram várias dicas bacanas e seguras.

taxi

* E procurem dar o dinheiro contadinho, ou que você receba muito pouco de troco, assim a chance de você receber uma nota falsa é bem menor!

Acho que é isso. Espero que estas dicas ajudem e se tiverem mais dicas e quiserem compartilhar, serão muito bem vindas.

Bjs e boa viagem!

dotav.ru скачать Ai ботов всё для доты