SampaCultural – Exposição ABSINTHE

Oscar Wilde, Ernest Hemingway e Van Gogh. Alguns na literatura, outro na pintura, nomes facilmente assimilados por suas reconhecidas obras de arte. Em comum, o hábito de influenciar-se criativamente por doses de absinto. É de Oscar Wilde o verso que diz: After the first glass of absinthe you see things as you wish they were. After the second you see them as they are not. Finally you see things as they really are, and that is the most horrible thing in the world. I mean disassociated(Depois do primeiro shot de absinto você vê as coisas como gostaria que fossem. Depois do segundo, você as vê como não são. E finalmente, vê as coisas como realmente são, e isso é a coisa mais horrível do mundo. Dissimuladas). E é com a inspiração voltada a essas afirmaçõe do escritor irlandês que A MODISTA apresenta em seu atelier a exposiçãoABSINTHE, com fotos de Gleeson Paulino. No dia 20, a exposição completa e ambientada poderá ser prestigiada, e estará disponível para visitação em versão adaptada nos dias 21, 24, 25 e 26 de fevereiro.

imagem_release_168675

ABSINTHE é a primeira expressão do projeto A MODISTA – ART, que pretende prestigiar outras áreas além do vestuário, valorizando e dando espaço a diversas manifestações artísticas. Explorando o conceito orgânico da fotografia, a luz natural e os efeitos que podem ser obtidos por meio dela, o fotógrafo Gleeson Paulino introduziu nas imagens seu inquietamento em relação à iluminação, proveniente de suas incursões a museus europeus na temporada em que morou em Viena e Londres. “Nas pinturas, uma das coisas que me intriga muito é a questão da luz. Eu tinha uma dúvida imensa, um estranhamento de como era possível conseguir aquilo por meio da pintura. Foi isso que busquei trazer para minhas fotografias. Essas imagens da exposição, por exemplo, não sofreram edições, a técnica foi obtida apenas com experimentação e luz natural”, conta Gleeson. Nas 13 imagens dispostas pelo atelier, a sensação de viagem no tempo é inevitável. Os espaços ambientados com objetos, móveis e tecidos funcionam como bilhete para uma época indeterminada, um destino ocupado por retratos perdidos do Renascimento, em uma atmosfera de fumaça embriagante. As ninfas sedutoras e irreais, esquecidas em um passado remoto, são retratadas como em pinturas, sob a ótica de uma visão turva e imprecisa. “As imagens podem ser percebidas com esse filtro romântico, como aquele resultante do efeito do primeiro shot do absinto, e a ideia da A MODISTA é justamente essa de viagem no tempo. Por outro lado, depois do segundo e terceiro shot, percebemos a fantasia de cada um e a realidade em si, que não é bonita e nem romântica”, explica Gisele Dias, idealizadora e fundadora do atelier A MODISTA.

 imagem_release_168678 imagem_release_168679 imagem_release_168680

Exposição ABSINTHE
Local: Atelier A MODISTA (Alameda Tietê 565, Jardins)
Horários: quinta, 20 de fevereiro: 18 às 23h (abertura com exposição completa)
21 de fevereiro: 10 às 19h
24, 25, 26: 11h às 19h
Fotografia: Gleeson Paulino
Make up & Hair: Celso Ferrer
As fotografias, nos formatos 100×80, 80×60 e 60×40 estarão à venda em edição única.

 

Bjos

скачать программу для читов читы на игры 2014 года этому cheat2014

2 ideias sobre “SampaCultural – Exposição ABSINTHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *